Moody's diz que novo rebaixamento da Grécia é provável

Agência explica que extensão do corte da nota dependerá do pacote de ajuda ao país

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

29 de abril de 2010 | 16h40

A agência de classificação de risco de crédito Moody's Investors Service anunciou que pretende concluir sua revisão do rating A3 para o bônus soberano da Grécia logo após a revelação dos detalhes do programa de resgate financeiro da União Europeia (UE) e do Fundo Monetário Internacional (FMI) para o país.

A Moody's já sugeriu anteriormente a probabilidade de um rebaixamento do rating grego para um patamar mais baixo, mas não imediatamente inferior ao ocupado atualmente. Mas a extensão do corte dependerá dos detalhes do pacote de auxílio, os quais fornecerão informações econômicas e fiscais essenciais à decisão, segundo comunicado divulgado hoje pela agência.

O anúncio da Moody's vem à tona apenas dois dias depois de outra agência de classificação de risco de crédito, a Standard & Poor's, ter rebaixado o rating da Grécia, colocando-o em território junk. O rating A3, atualmente atribuído à Grécia pela Moody's, está quatro graus dentro do território de investment grade.

No último dia 22, a Moody's rebaixou o rating dos bônus da Grécia de A2 para A3 e os colocou em avaliação para possível rebaixamento futuro. De acordo com a agência, a decisão foi baseada na visão de que há um risco significativo de que a dívida grega só possa se estabilizar em um patamar superior e mais caro do que o estimado anteriormente. As informações são da Dow Jones.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.