Moody's eleva classificação de risco de Furnas

A agência de classificação de risco Moody´s Investors Services elevou hoje duas notas dadas a Furnas Centrais Elétricas SA: uma na escala global e outra em nível nacional (Ba2 para Ba1 e de Aa3.br para Aa1.br, respectivamente). A melhora na classificação de risco sinaliza que há mais possibilidade de a companhia honrar dívidas.Em comunicado, a agência afirmou que a elevação reflete o forte desempenho financeiro da empresa, sustentado por arranjos contratuais e pelos benefícios de ser controlada pelas Centrais Elétricas Brasileiras SA (Eletrobrás). A melhora de desempenho desta sexta-feira encerra a revisão para possível elevação. A perspectiva é estável.A Moody´s afirmou que há uma alta probabilidade de que a Eletrobrás receba ajuda do governo federal, se necessário, e sua qualidade de crédito também é vista como altamente dependente da relação com o governo."A Moody's acredita que Furnas tenha importância fundamental para o papel estratégico da Eletrobrás no setor de energia do País, representando cerca de 25% e 34% da geração total de energia e da capacidade de transmissão da Eletrobrás, respectivamente.""O rating de Furnas reflete sua posição como uma das maiores companhias de transmissão e geração de eletricidade do País, com receitas e fluxo de caixa que são sustentados pelos acordos de longo prazo.", afirmou a agência. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.