Motorola investe US$ 2 mi em telefone com funções fixo e celular

O diretor de Vendas de Produtos Móveis da Motorola no Brasil, Antonio Quintas, disse que a empresa deverá investir cerca de US$ 2 milhões no desenvolvimento do aparelho lançado hoje pela Brasil Telecom. O equipamento, chamado de Telefone Único, funciona ao mesmo tempo como telefone fixo e móvel.Segundo Quintas, a Motorola iniciou as pesquisas para o lançamento desse aparelho no ano passado. A Brasil Telecom começará a comercializar o kit do Telefone Único na próxima quinta-feira. Ele informou, em entrevista, que o contrato da Motorola com a Brasil Telecom não prevê o fornecimento do aparelho exclusivamente para essa operadora.Segundo o diretor de Marketing da Brasil Telecom, Ricardo Couto, inicialmente a operadora encomendou 10.000 kits à Motorola, com a possibilidade de solicitar outros 10.000. Cada kit é composto por um telefone celular e um aparelho chamado "ponto de acesso", que é conectado a uma linha de telefonia fixa.O ponto de acesso estabelece uma rede de cobertura com raio de 100 metros, dentro da qual as ligações feitas a partir do telefone móvel terão a mesma tarifa de um aparelho fixo. Além disso, quando o celular estiver dentro dessa área de cobertura, as ligações feitas para o aparelho fixo conectado ao "ponto de acesso" poderão ser atendidas no celular."Descobrimos que 30% das ligações de celulares para fixos são feitas dentro de casa", disse Couto. Segundo ele, o cliente pode também levar o ponto de acesso ao seu escritório durante o dia, de modo a pagar menos pelas chamadas que fizer do celular. À noite, ele pode levar o aparelho para casa, conectá-lo ao seu telefone e continuar fazendo a economia.Quando o celular está fora do raio de alcance do ponto de acesso, o preço das ligações volta a ser o de um aparelho móvel. Segundo Couto, ao fazer uma ligação do celular para um fixo dentro do raio de alcance do ponto de acesso, o cliente fará uma economia de cerca de 84%, que é a diferença entre a tarifa paga por minuto de um móvel comum para um fixo (R$ 0,68) e a de um fixo para outro fixo (R$ 0,11).Couto disse que isso não representará uma queda na receita da Brasil Telecom e, sim, um ganho de rentabilidade, pois, na ligação de fixo para fixo, a operadora não precisa pagar taxas por uso da rede móvel. "Além disso, esse produto vai atrair mais clientes", disse. Segundo o diretor, o kit com o ponto de acesso e o celular custará entre R$ 600 e R$ 900, dependendo o tipo de aparelho (pós ou pré-pago) e do pacote de serviços.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.