MPT pede abertura de investigação criminal contra a Varig

O Ministério Público do Trabalho (MPT), do Rio, encaminhou hoje petição à 1ª Vara Empresarial do Rio para pedir a abertura de uma investigação criminal sobre o favorecimento de executivos da Varig. O MPT também reiterou o pedido de devolução de R$ 1 milhão de verbas rescisórias pagas a um grupo de funcionários antes de serem demitidos. Esse pagamento também ocorreu antes do leilão judicial da Varig, ocorrido em julho do ano passado.O administrador judicial da Varig, a consultoria Deloitte, constatou que os pagamentos foram irregulares, pois não obedecem as normas da Lei de Recuperação de Empresas. O Ministério Público Estadual, do Rio, também já solicitou a devolução do dinheiro amigavelmente. Caso contrário, também pedirá a abertura de um inquérito policial.

Agencia Estado,

22 de março de 2007 | 19h21

Mais conteúdo sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.