Multimercado capta R$ 2,3 bi na semana e lidera aplicações

Carteiras que aplicam em renda fixa e variável captaram R$ 2,3 bilhões entre os dias 12 e 19 deste mês, em valores líquidos

Altamiro Silva Júnior, da Agência Estado,

24 de março de 2010 | 09h19

Os multimercados lideraram as aplicações no setor de fundos de investimento na semana passada. As carteiras, que aplicam em renda fixa e variável, captaram R$ 2,3 bilhões entre os dias 12 e 19 deste mês, em valores líquidos. No mesmo período, os fundos mais conservadores captaram bem menos. Os DIs receberam R$ 122 milhões e os renda fixas, R$ 732 milhões.

 

Já os fundos de ações ganharam R$ 185,5 milhões. Os dados ainda são preliminares e fazem parte de um relatório do site Fortuna, especializado no mercado de gestão de recursos.

 

Ao todo, o setor de fundos de investimento teve captação líquida de R$ 4,8 bilhões no mês, até o dia 19. No ano, as aplicações superam os saques em R$ 40,7 bilhões.

 

Segundo Mario Felisberto, diretor de investimentos do HSBC, a expectativa de alta dos juros básicos não prejudica a tendência de migração para ativos de maior risco, como os fundos multimercados e os de ações.

 

Para atrair recursos de investidores, os bancos vêm reforçando a área de multimercados. O Itaú lançou ontem um fundo que vai aplicar até 20% do patrimônio em ações de empresas americanas de médio e pequeno porte, as que têm maior potencial de valorização, segundo o banco. Com isso, o Itaú espera um retorno diferenciado para o fundo.

 

O Société Générale, a BNY Mellon Ativos e a gestora inglesa AHL lançaram em conjunto um fundo multimercado que vai aplicar 20% dos ativos em mercados futuros no exterior. Em pouco menos de um mês, o fundo captou R$ 30 milhões e superou as expectativas dos gestores, que esperavam captação de R$ 35 milhões em três meses.

 

Apesar de ser um dos destaques de captação, os multimercados não são destaques de rentabilidade. Essas carteiras rendem 1,48% no acumulado do ano, até o dia 19, perdendo para os fundos DI (+1,70%), renda fixa (+2,01%) e até para os curto prazos (+1,54%).

 

O diretor do site Fortuna, Marcelo D'Agosto, destaca que o mercado de fundos ainda está bastante volátil, não apresentando tendência definida em termos de rentabilidade. "A volatilidade do mercado provocou dispersão entre o desempenho dos fundos de investimento."

 

O ganho médio de todos os fundos analisados pelo Fortuna é de 1,70% este ano. Já uma análise com 1.058 carteiras feita por D'Agosto mostra que 20% tiveram rentabilidade negativa no ano até o dia 19. Outros 22% ganharam entre 1,5% e 1,75% e só 8% renderam mais que 2,5%.

Tudo o que sabemos sobre:
Fortunamultimercadofundos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.