Na contramão de NY, Ibovespa fecha em alta de 0,90%

Ações de empresas estatais dispararam em meio a rumores sobre o resultado de uma pesquisa de intenção de voto; Petrobrás se destacou, com ganhos ao redor de 3% 

Claudia Violante, da Agência Estado,

19 de março de 2014 | 17h37

SÃO PAULO - A Bovespa fechou nesta quarta-feira, 19, na contramão de Wall Street, em alta, mas perdeu fôlego após o encontro do Federal Reserve (Fed), à tarde. O Banco Central norte-americano manteve inalterada sua taxa básica de juros e cortou o programa de bônus em mais US$ 10 bilhões, como esperado. Aqui, as ações de empresas estatais dispararam em meio a rumores sobre o resultado de uma pesquisa de intenção de voto. Petrobrás se destacou, com ganhos ao redor de 3%.

O Ibovespa terminou com elevação de 0,90%, aos 46.567,23 pontos. Na mínima, registrou 45.910 pontos (-0,52%) e, na máxima, 46.803 pontos (+1,41%). No mês, acumula perda de 1,12% e, no ano, de 9,59%. O giro financeiro totalizou R$ 6,088 bilhões.

O fim do encontro de dois dias do Fomc era o ponto alto da agenda desta quarta-feira e ele de fato fez preço nos ativos. Além dos juros e do programa de bônus, agora reduzido a US$ 55 bilhões, o Federal Reserve tirou o gatilho de 6,5% para a taxa de desemprego e sinalizou que pode elevar os juros no próximo ano.

Em entrevista após a reunião, a presidente do Fed, Janet Yellen, informou que a elevação das taxas de juros deve começar seis meses após o término do programa mensal de compra de bônus. No final, o Dow Jones caiu 0,70%, aos 16.222,17 pontos, o S&P recuou 0,61%, aos 1.860,77 pontos, e o Nasdaq perdeu 0,59%, aos 4.307,60 pontos.

No Brasil, a repercussão acabou embaralhada com os rumores sobre a divulgação de uma pesquisa de intenção de voto do Ibope que mostraria perda de participação da pré-candidata à reeleição Dilma Rousseff para seus principais opositores, Aécio Neves e Eduardo Campos. Isso fez com que o mercado comprasse papéis de estatais, em meio à expectativa de que a mudança no jogo político pode significar menos ingerência no mercado.

Petrobrás ON fechou em alta de 3,8% e Petrobrás PN, com +2,85% e giro de R$ 685,728 milhões, o maior do dia. Banco do Brasil ON avançou 4,59%, Eletrobrás ON, 6,14%, e Eletrobrás PNB, 2,66%

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.