Não precisa de novo corte de juros, diz Nowotny

Com novos sinais de melhora da economia da Europa, o Banco Central Europeu (BCE) está sob menos pressão para cortar as taxas de juro, afirmou o membro do conselho do Banco Central Europeu (BCE) Ewald Nowotny.

AE, Agencia Estado

23 de agosto de 2013 | 05h13

No lugar de reduzir os custos dos empréstimos para os bancos, o BCE deve pensar sobre como fazer para que a sua política monetária beneficie empresas de pequeno porte, disse Nowotny em entrevista à agência de notícias Bloomberg.

"Eu não vejo muitos argumentos para que ocorra um novo corte da taxa de juros", afirmou o membro do BCE, que tampouco vê necessidade imediata de um aperto monetário. "Os avanços mais recentes não terão nenhum efeito imediato sobre a política do BCE", completou Nowotny.

O membro do BCE disse que ele é "cautelosamente otimista" de que o bloco está no caminho certo depois dos dados recentes, que mostraram que a economia da zona do euro cresceu ligeiramente em comparação com o primeiro trimestre de 2013. "É uma recuperação fraca, mas é uma recuperação". Além disso, Nowotny afirmou que é muito cedo para afirmar que a Grécia precisa de um novo resgate. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
europabcenowotny

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.