Nasdaq cai 0,82% pressionado por perdas da Intel

O resultado financeiro da Intel, maior fabricante de chips do mundo, provoca queda nas bolsas norte-americanas, desfazendo os ganhos registrados na abertura do pregão. A companhia, que está disputa acirrada por mercado com a Advanced Micro Devices (AMD), divulgou ontem, depois do fechamento, queda de 57% do lucro no segundo trimestre do ano, para US$ 885 milhões ou US$ 0,15 por ação. As receitas caíram 13% para US$ 8,01 bilhões. O mercado decepcionou-se também com a previsão de receita entre US$ 8,3 bilhões a US$ 8,9 bilhões para o terceiro trimestre, abaixo dos US$ 9,04 bilhões esperados por analistas. Hoje, a AMD divulga seu balanço. No começo da sessão regular e especialmente nas operações de pré-mercado, os índices acionários norte-americanos subiram, embalados pelos balanços da Apple, eBay, Pfizer e Motorola. Entre outros destaques, a Ford divulgou seu balanço, o qual mostrou inesperado prejuízo, de US$ 123 milhões (US$ 0,07 por ação) no segundo trimestre, revertendo lucro de US$ 946 milhões (US$ 0,47 por ação) obtido em igual período do ano anterior. Às 11h50 (de Brasília), o índice Dow Jones caía 0,15% e o Nasdaq recuava 0,82%. As ações da Intel operavam em baixa de 5,30%. Os papéis da Ford cediam 1%. As informações são da Dow Jones.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.