Nestlé inaugura 27ª fábrica no Brasil, localizada na Bahia

A 27ª fábrica da Nestlé no Brasil foi inaugurada hoje em Feira de Santana (BA). Segundo o vice-presidente da Nestlé para as Américas, Paul Bulcke, a unidade, construída em oito meses, no Pólo Industrial de Subaé, ao custo de R$ 100 milhões, é a primeira tentativa da empresa suíça, em âmbito global, de regionalizar a produção de alimentos conforme o perfil do público consumidor da região onde ela está instalada."A produção será toda destinada ao Norte e Nordeste do País, de acordo com os hábitos de consumo e o poder aquisitivo da população das regiões", afirma o presidente da Nestlé Brasil, Ivan Zurita. No primeiro momento, segundo Zurita, a fábrica vai produzir macarrão instantâneo e embalar café solúvel, bebidas achocolatadas e cereais. Terá capacidade de produzir 40 mil toneladas por ano de produtos inicialmente - e possibilidade de expansão para 100 mil toneladas anuais, a depender do desempenho da empresa no mercado nordestino, que responde por cerca de 30% do consumo da empresa no País.Até agora, a nova planta da Nestlé promoveu a criação de 250 empregos diretos - e cerca de 2 mil indiretos.LulaUma comitiva de políticos dos governos federal e estadual da Bahia participou da inauguração. O evento desta sexta-feira foi o primeiro compromisso oficial da maratona que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva enfrenta até hoje na Bahia."Mais do que qualquer política econômica, a Nestlé é a carta-convite para empresas estrangeiras que queiram investir no País venham", afirmou. "Está aqui desde 1921 e continua investindo e acreditando, por causa do sucesso que faz."Acompanharam o presidente na visita às instalações da nova planta da empresa no Brasil os ministros das Relações Exteriores, Celso Amorim, das Minas e Energia, Silas Rondeau, e da Defesa, Waldir Pires. Além deles, estiveram na fábrica o governador baiano, Jaques Wagner (PT), o prefeito de Feira de Santana, José Ronaldo de Carvalho (PFL), o senador baiano João Durval Carneiro (PDT), a ministra da Economia da Suíça, Doris Leuthard, além de deputados federais e estaduais da bancada petista.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.