Nikkei fecha em alta em pregão de baixo volume

Volume negociado somou 1,81 bilhão de ações, renovando o menor nível registrado em quatro meses

11 de março de 2014 | 04h09

A Bolsa de Tóquio fechou em alta em um dia no qual o Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) optou por manter a política monetária, conforme esperado pelo mercado. O índice Nikkei encerrou em alta de 0,7%, aos 15.224,11 pontos, após encerrar com perdas de 1% na véspera. O volume negociado totalizou 1,81 bilhão de ações, renovando o menor nível em quatro meses.

Apesar da decisão do BoJ não surpreender o mercado, alguns operadores de mercado estavam com medo de se posicionar antes do anúncio oficial, que ocorreu a 00h00 (de Brasília). "O último anúncio de política monetária do BoJ, em 18 de fevereiro, foi agressivo e forte o suficiente para causar uma forte cobertura de posições vendidas no mercado acionário, então os traders estavam compreensivamente mais cautelosos dessa vez", disse Yoshihiro Okumura, gerente geral na Chibagin Asset Management.

O índice também permaneceu em alta durante a sessão impulsionado por um dólar ligeiramente mais apreciado ante o iene, o que favorece os exportadores japoneses. No momento de fechamento da Bolsa de Tóquio, o dólar operava a 103,27 ienes, de 103,09 ienes no fim do pregão de ontem.

O presidente da Phalanx Capital Management, Chris McGuire, acrescentou que o sentimento geral permanece otimista para o mercado acionário no começo do próximo ano fiscal, em abril. Ele afirmou que as posições compradas dos contratos futuros do Nikkei 225 foram estendidas para o próximo vencimento, em junho. Os contratos futuros do Nikkei são instrumentos derivativos trimestrais, sendo que o atual contrato vence na sexta-feira. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.