Nikkei fecha em baixa com realização de lucros

Índice Nikkei perdeu 0,5%, encerrando os negócios com 14.325,98 pontos, na sequência da forte alta de 2,2% na véspera

29 de outubro de 2013 | 05h04

O principal índice de ações da Bolsa de Tóquio fechou em queda, em um movimento de realização de lucros depois da forte alta de ontem. O índice Nikkei perdeu 0,5%, para 14.325,98 pontos, na sequência da forte alta de 2,2% na véspera.

Muitos investidores permaneceram longe dos negócios na expectativa pelo primeiro dia de reunião de política monetária do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc) do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), mas notícias sobre resultados corporativos pressionaram o índice.

O volume de ações negociadas atingiu o maior patamar em mais de um mês, alcançando 2,9 bilhões de papéis, mas o valor negociado foi baixo, de 1,87 trilhão de ienes, o que sugere um foco dos investidores por ações de empresas menores e mais baratas e uma falta de investidores institucionais.

Na agenda de indicadores corporativos, o Japão revelou uma taxa de desemprego de 4% em setembro, como esperado pelo mercado, e um aumento de 3,1% nas vendas no varejo no nono mês do ano, na comparação anual.

No entanto, o pregão japonês já teve início em queda, pressionado pelas ações da Komatsu, que cortou a projeção de lucro líquido do grupo no ano para 136 bilhões de ienes, de 184 bilhões de ienes. As ações da companhia fecharam em baixa de 8,1%. A queda também afetou as ações da concorrente Hitachi Construction Machinery, que se desvalorizaram 5,7%.

"Ainda é muito cedo para pronunciar algum julgamento se a temporada de balanços como um todo é boa ou ruim - nós teremos que esperar até quarta-feira e quinta-feira, quando os anúncios atingem seu pico", disse Toshiyuki Kanayama, analista da Monex Market.

As ações da Kawasaki Heavy Industries também fecharam com forte queda e registraram perdas de 5,8%, apesar de um crescimento no lucro líquido. Operadores de mercado disseram que os investidores embolsaram os ganhos das semanas anteriores, quando o papel foi impulsionado por um grande encomenda de trem.

Na ponta positiva, as ações da Tokyo Electric Power se destacaram por ganhos de 3,5%. O jornal Nikkei reportou que a empresa provavelmente registrou um ganho antes de impostos de 120 bilhões de ienes entre abril e setembro, acumulando ganhos na metade do ano pela primeira vez desde o desastre nuclear de Fukushima Daiichi em 2011. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.