Nikkei fecha em forte alta com EUA e iene mais fraco

Índice encerrou com ganho de 2,17%, a 14.462,41 pontos; na semana, no entanto, a queda acumulada chega a 3,03%

07 de fevereiro de 2014 | 05h57

A Bolsa de Tóquio encerrou o último pregão da semana em forte alta, mas ainda assim acumulou perdas durante os primeiros dias de fevereiro. O índice Nikkei fechou com ganhos de 2,17%, a 14.462,41 pontos, mas na semana registrou queda de 3,03%. Essa é a quinta semana consecutiva em baixa.

O mercado mostrou recuperação após os pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caírem 20 mil na semana encerrada em primeiro de fevereiro, para 331 mil, surpreendendo o mercado, que esperava um avanço nos pedidos, para 351 mil. Em Nova York, as bolsas chegaram ao fim das negociações de quinta-feira com ganhos superiores a 1%.

O iene mais fraco também impactou positivamente o pregão. No fim das negociações de Tóquio, o dólar operava a 102,05 ienes, de 101,44 ienes no encerramento do pregão de ontem.

O diretor de negociação de ações em uma corretora estrangeira afirmou que as eleição para um prefeito em Tóquio, no domingo, também ajudou algumas ações a superarem o desempenho do mercado. Os papéis da Japan Bridge avançaram 2,8%, uma vez que o candidato da situação, Yoichi Masuzoe, é visto como o favorito e apoia mais gastos públicos.

Ainda no cenário corporativo, as ações da Suzuki Motor subiram 2,1% depois de a empresa anunciar forte resultado para o terceiro trimestre do ano fiscal. As ações da Sony avançaram 4,1% após anunciar um agressivo plano de reestruturação, que envolve a venda da marca Vaio, o que compensou a decepção com o corte de projeções. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.