Nikkei fecha no nível mais baixo em dois meses

O recuo do dólar e  a aceleração das vendas em mercados emergentes da Ásia ampliaram as perdas

20 de agosto de 2013 | 04h33

As ações na Bolsa de Tóquio fecharam em queda nesta terça-feira, com recuo do dólar e alta nas taxas de juros dos EUA. O índice Nikkei perdeu 361,75 pontos, ou 2,6%, e encerrou o pregão aos 13.396,38, abaixo dos 13.500 pontos pela primeira vez desde 27 de junho. O resultado também marcou a queda porcentual mais acentuada desde 7 de agosto. Na segunda-feira, o Nikkei havia subido 0,8%.

Os níveis de participação mantiveram-se relativamente baixos, com volume total de operações de 2,0 bilhões de ações no valor de 1,8 trilhão de ienes.

O Nikkei ampliou sua perda com o recuo do dólar na segunda parte do pregão e com a aceleração das vendas em mercados emergentes da Ásia. O dólar estava em 97,27 ienes por volta do horário de fechamento da Bolsa de Tóquio.

O movimento do dólar ocorreu depois que preocupações sobre a redução gradual da compra de bônus do Federal Reserve provocaram um aumento nas taxas de juros nos Estados Unidos e uma queda das ações em Wall Street.

Estrategistas e gestores de fundos disseram que as altas nas taxas de juros dos Estados Unidos e incertezas sobre o cronograma de retirada do estímulo do Fed aumentaram o sentimento de aversão ao risco.

"O dinheiro que flui para fora dos mercados emergentes se correlaciona diretamente com o aumento dos yields (retorno ao investidor) dos Treasuries", disse Norihiro Fujito, estrategista sênior de investimentos da Mitsubishi UFJ Morgan Stanley Securities.

Os participantes do mercado preveem que o sentimento de aversão ao risco continuará até que os yields dos Treasuries se estabilizem.

"Até que o Fed anuncie sua decisão em reduzir as políticas de compras de bônus e de taxas de juro, os yields nos Estados Unidos e as ações continuarão a reagir a especulações", disse Naoya Nishimura, estrategista da Resona Bank.

Pesos pesados e grandes exportadores lideraram o mercado para baixo. A Fast Retailing caiu 3,3% e KDDI perdeu 3,4%. Enquanto isso, a Honda Motor terminou o pregão em baixa de 4,1% e a Tokyo Electron cedeu 3,5%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
japãobolsa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.