Nikkei perde 1,9% com desvalorização do euro

Em seu pior resultado em seis semanas, Bolsa de Tóquio reage à crise na Europa e na China

Agencia Estado

23 de julho de 2012 | 06h05

A Bolsa de Tóquio fechou em queda acentuada pelo segundo pregão seguido nesta segunda-feira. O índice Nikkei teve o pior resultado em seis semanas, com a renovada desvalorização do euro em relação ao iene. Isso pesou nas ações das principais exportadoras, sensíveis aos movimentos do câmbio, como Sony, que perdeu 4,1%, e Ricoh, que deslizou 7%.

O Nikkei caiu 161,55 pontos, ou 1,9%, e terminou aos 8.508,32 pontos, após perda de 1,4% na sessão de sexta-feira - foi a pior pontuação desde 8 de junho. O volume de negociações recuou para 1,4 bilhão de ações, o menor desde 11 de julho.

Kazuyuki Terao, diretor de investimentos da RCM Japan, disse que a fraqueza do euro, combinada com as preocupantes condições econômicas na Europa e na China, estão pesando sobre as empresas nipônicas. Ele acrescentou que as ações de alta tecnologia e aquelas ligadas à China podem continuar a enfrentar pressão de venda, pelo menos até que sejam divulgados seus balanços trimestrais. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.