Nikkei sobe 1,8% em rali após eleição grega

Alta da Bolsa do Japão foi liderada por empresas dos setores financeiro e exportador

Agencia Estado

18 de junho de 2012 | 05h44

A Bolsa de Tóquio fechou em alta acentuada nesta segunda-feira. O índice Nikkei atingiu o maior fechamento em quase um mês, após a vitória do partido pró-euro nas eleições da Grécia. Isso facilitou o rali liderado por ações do setor financeiro e de exportadoras como Dai-ichi Life Insurance, TDK e Terumo.

O Nikkei subiu 151,70 pontos, ou 1,8%, e terminou aos 8.721,02 pontos, após ficar estável na sexta-feira - foi o maior fechamento desde 22 de maio. O volume de negociações seguiu fraco, com 1,48 bilhão de ações, novamente com os investidores à espera das reuniões do G-20 e do FOMC do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA), nesta semana.

Ganhos mais significativos dependerão da força da recuperação econômica dos EUA e da sua política monetária, assim como das notícias sobre a situação na Espanha, disse Kazuhiro Takahashi, gerente de estratégia de investimentos da Daiwa Securities. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsasTóquio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.