Nossa Caixa lança consórcio de imóveis em parceria com Rodobens

A Nossa Caixa e a Rodobens Consórcio fecharam acordo para a comercialização exclusiva de cotas de consórcio de imóveis. O produto está à disposição dos clientes, desde ontem, em todas as unidades de negócios do banco. A expectativa é comercializar cerca de seis mil cotas por ano, com valor médio da carta de crédito em torno de R$ 80 mil. O acordo foi assinado pelo diretor-presidente da Nossa Caixa, Carlos Eduardo Monteiro, pelo diretor geral da Rodobens Consórcio, Pedro Santos, e pelo diretor superintendente das Empresas Rodobens, Milton Jorge de Miranda Hage. No acordo, caberá à Rodobens administrar, organizar e gerenciar os grupos formados pela Nossa Caixa. Entre os motivos que levaram a instituição financeira a optar pela parceria estão a redução significativa de custos e o prazo de desenvolvimento do produto. O consórcio imobiliário será direcionado a todos os clientes, pessoas físicas e jurídicas, que queiram adquirir um imóvel residencial ou comercial, construir, reformar ou ampliar um imóvel novo ou usado. Contemplará, também, a aquisição de terrenos, casa de campo e praia. O valor da carta de crédito pode variar de R$ 35 mil a R$ 200 mil. Os grupos terão prazo de 120 meses. O consorciado poderá ser contemplado por sorteio ou lance (fixo e livre). Há duas opções para o lance fixo: de 24 ou de 36 antecipações. No lance livre, o consorciado poderá antecipar quantas parcelas quiser. O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) poderá ser usado como lance de acordo com as regras do fundo. Após a contemplação, por sorteio ou lance, o consorciado deverá apresentar as certidões necessárias do imóvel, do vendedor e do comprador. Aprovada a documentação e a avaliação do imóvel, o crédito será liberado. O consorciado é isento da taxa de inscrição. O reajuste da prestação é anual e a correção é feita com base no Índice Nacional de Custo da Construção (INCC). Com quase 40 anos de atuação, a Rodobens Consórcio está entre as três maiores administradoras de consórcio de caminhões e de imóveis do País, segundo informativos do Banco Central. Atua, ainda, nos segmentos de automóveis e motocicletas. Foi pioneira na administração de consórcio de imóveis no Brasil, iniciando a operação do produto em 1991. A Rodobens costuma atuar em parcerias com bancos. Em 2000, fez acordo com o Unibanco, dando origem à Unibanco-Rodobens que, por intermédio do Consórcio 30 horas, passou a comercializar cotas de consórcio de automóveis em todas as agências da instituição financeira do País. Essa mesma parceria teve outro desdobramento, em janeiro de 2002, com a joint venture entre a Unibanco-Rodobens e a Ford Credit para a venda de cotas e administração dos grupos do Consórcio Nacional Ford.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.