Notícia sobre reservas estratégicas derruba preço do petróleo

Receio está na possibilidade de potências começarem a recorrer a reservas para fazer frente aos elevados preços da commodity

Ricardo Gozzi, da Agência Estado,

28 de março de 2012 | 17h02

Os contratos futuros de petróleo fecharam nesta quarta-feira em queda na bolsa mercantil de Nova York (Nymex) na esteira de um inesperado aumento dos estoques norte-americanos de petróleo e de novas notícias sobre a possibilidade de potências começarem a recorrer a reservas estratégicas para fazer frente aos elevados preços da commodity.

O petróleo para entrega em maio caiu US$ 1,92 (1,79%) na Nymex, encerrando a sessão em US$ 105,41 o barril. Na plataforma eletrônica ICE, o Brent para maio fechou em queda de US$ 1,38 (1,10%), a US$ 124,16 o barril.

A commodity passou a sessão inteira em queda, afetada primeiro pela elevação de 7,1 milhões de barris nos estoques de petróleo dos Estados Unidos na semana passada, que alcançaram o nível mais alto em sete meses. Analistas projetavam um aumento de 2,2 milhões de barris na semana.

O aumento maior do que o esperado nos estoques norte-americanos somou-se à notícia de que a França está em consultas com EUA, Reino Unido e Agência Internacional de Energia (AIE) para uma possível liberação das reservas estratégicas de petróleo. "Hoje foi um pouco disso, um pouco daquilo e um pouco de tudo", disse Phil Flynn, analista de energia da PFGBest. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoreservasfechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.