Novo presidente da Telecom Italia diz que mantém planos

O novo presidente da Telecom Italia (TI), Guido Rossi, afirmou em comunicado que manterá a estratégia da companhia. No início desta semana, a TI informou que separaria os negócios de telefonia fixa dos de telefonia móvel, criando duas novas empresas. Marco Tronchetti Provera, que renunciou ao cargo de presidente, continua sendo o maior acionista da Telecom Italia.Já Rossi é um famoso advogado, que recentemente investigou escândalo na liga italiana de futebol. A TI também nomeou Carlos Buora como vice-presidente e confirmou Riccardo Ruggiero no posto de diretor-financeiro.A situação de Provera complicou-se após um comunicado do primeiro-ministro italiano, Romano Prodi. Inicialmente, ele se disse "desconcertado" com o plano de cisão, do qual não teria sido informado. Depois, no comunicado, o primeiro-ministro italiano revelou detalhes de encontros privados que teve com Provera.No comunicado, Prodi disse que recebeu a garantia, do agora ex-presidente da TI, de que o controle da companhia permaneceria em mãos italianas. Além disso, o premiê revelou a intenção da TI de vender a TIM Brasil, avaliada ente 7 bilhões e 9 bilhões de euros, para reforçar sua posição financeira. Com informações da Dow Jones.

Agencia Estado,

15 de setembro de 2006 | 19h06

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.