NY deve abrir com perdas sob pressão da Europa

Os índices futuros das bolsas de Nova York apontam para uma abertura em baixa nesta sexta-feira, pressionados pela queda dos mercados acionários na Europa e números das encomendas de bens duráveis dos Estados Unidos. Às 10h15 (horário de Brasília), o índice futuro Dow Jones caía 0,08%, o Nasdaq recuava 0,14% e o S&P 500 cedia 0,19%.

SERGIO CALDAS, Agencia Estado

24 de agosto de 2012 | 10h29

A pressão partiu, a princípio, das ações europeias, que caíam nas principais praças em meio a preocupações com a crise fiscal da zona do euro.

Após reunião nesta sexta-feira com o primeiro-ministro grego, Antonis Samaras, em Berlim, a chanceler da Alemanha, Angela Merkel, disse querer a permanência da Grécia na área do euro, mas não se comprometeu a dar mais tempo para que Atenas implemente medidas de austeridade necessárias para garantir mais ajuda financeira de seus credores internacionais.

No Reino Unido, o Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre foi revisado para cima, mas ainda indicou uma contração de 0,5%, ante uma queda anteriormente estimada em 0,7%.

Além disso, os investidores ficaram frustrados com os últimos dados de encomendas de bens duráveis dos EUA. Embora as encomendas tenham crescido 4,2% em julho, mais do que o acréscimo de 3,0% previsto por economistas, o resultado que exclui o setor de transportes mostrou um declínio de 0,4%, que marcou a segunda queda consecutiva mensal.

No pré-mercado de Nova York, as ações da Autodesk, que desenvolve software para desenhos em 3D, caía 23% depois de anunciar resultados trimestrais abaixo da expectativa. A Salesforce.com, que divulgou um balanço melhor do que o esperado, mas também anunciou projeções que desagradaram os analistas, recuava 4,5%.

Por outro lado, a Eli Lilly avançava 6,3% antes da abertura. O grupo farmacêutico disse que não conseguiu atingir os objetivos principais de uma série de testes com um novo tratamento para Alzheimer, mas relatou progressos estatisticamente significativos em alguns pacientes. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
NYbolsasEuropa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.