NY deve abrir em alta de olho em fala de Yellen

Os índices futuros das bolsas de Nova York operam em alta, sugerindo uma abertura positiva nos mercados à vista, após as perdas registradas no pregão de terça-feira, 20, enquanto os investidores aguardam a publicação da ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos). Às 10h15 (de Brasília), no mercado futuro, o Dow Jones subia 0,35%, o Nasdaq avançava 0,24% e o S&P 500 tinha alta de 0,35%.

Agencia Estado

21 de maio de 2014 | 10h21

Em mais um dia de agenda de indicadores praticamente esvaziada, a expectativa é para a ata do Fed, que vai ser divulgada às 15h (de Brasília). No encontro do final de abril, o Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) do BC norte-americano reduziu suas compras mensais de bônus em mais US$ 10 bilhões, a US$ 45 bilhões, mantendo o ritmo gradual de retirada de seu programa de relaxamento quantitativo (QE, na sigla em inglês). Ultimamente, porém, o foco tem se voltado para as taxas de juros e o documento que vai ser publicado mais tarde pode trazer indicações de quando virá a primeira alta das taxas.

Antes da ata, porém, vários dirigentes do Fed falam hoje, incluindo a presidente da instituição, Janet Yellen, cujo discurso está previsto para começar às 12h30. Antes disso, às 11h, o presidente do Fed de Nova York, William Dudley, participa de coletiva de imprensa sobre o mercado regional de trabalho. À tarde, farão pronunciamentos a presidente do Fed de Kansas City, Esther George, às 13h50, e o chefe do Fed de Minneapolis, Narayana Kocherlakota, às 14h. Com exceção de Esther George, todos as outras autoridades votam nas reuniões do Fed neste ano. Os horários citados são de Brasília.

No noticiário corporativo, o destaque nesta manhã foi a Target, cujo lucro trimestral até maio superou as expectativas, apesar de ter caído 16% na comparação anual. No pré-mercado, as ações da rede varejista subiam 0,74%. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
bolsas de valoresYellenFed

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.