NY reage em alta aos dados de emprego nos EUA

O cenário não poderia ser melhor para uma sexta-feira que antecede um fim de semana prolongado nos Estados Unidos. O relatório sobre o mercado de trabalho relativo ao mês de agosto mostrou aumento moderadamente positivo de vagas, baixa pressão vinda dos salários e rendimentos dos trabalhadores e queda da taxa de desemprego. Com os dados em mãos, os futuros do mercado acionário ganham tração. Ás 9h37, o S&P 500 subia 0,28%, enquanto o Nasdaq 100 futuro avançava 0,57%. As bolsas européias alcançaram as pontuações máximas verificadas até o momento: Londres avançava 0,83%; Paris, 0,79%; e Frankfurt 0,75%. Os títutos do Tesouro dos Estados Unidos (Treasuries) reagiam com moderação. Há vendas nos papéis de dez anos de prazo, projetando o juro em alta de 0,25%, a 4,7443%. O dólar subia ante o euro. A moeda européia cedia 0,2%, para US$ 1,2783. O dólar subia ante a moeda japonesa, com ganho de 0,05%, a 117,41 ienes. As informações são da Dow Jones.

Agencia Estado,

01 de setembro de 2006 | 09h54

Tudo o que sabemos sobre:
finanças

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.