Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

NY segue em alta em reação a discurso de Bernanke

Às 15h15 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 1,28%; o Nasdaq avançava 1,22%; e o S&P-500 ganhava 1,28%

Renato Martins, da Agência Estado,

27 de agosto de 2010 | 15h10

O mercado norte-americano de ações opera em alta forte, depois de o presidente do Federal Reserve (Fed, banco central americano), Ben Bernanke, assegurar que a instituição fará o que for necessário para estimular a recuperação da economia. O discurso de Bernanke na conferência monetária do Fed de Kansas City em Jackson Hole (Wyoming) não trouxe novidades, mas aliviou os temores dos investidores numa semana recheada de indicadores fracos, entre eles a revisão para baixo do PIB do segundo trimestre, divulgada hoje.

"Existe a percepção de que as coisas talvez estejam melhores do que o mercado havia precificado. Isso não significa que vamos sair dessa mais rapidamente, ou que vamos ver crescimento econômico mais cedo; significa apenas que o Fed tem um pouco mais de tempo antes de anunciar uma segunda rodada de afrouxamento quantitativo", disse Todd Colvin, vice-presidente da MF Global.

A melhora do sentimento fez os investidores ignorarem notícias negativas sobre empresas. Há pouco, as ações da Boeing subiam 2,77%, apesar de a empresa ter anunciado um novo adiamento para o início da produção do jato 787 Dreamliner; as da Intel avançavam 0,99%, embora a empresa tenha dito que o enfraquecimento da demanda por microcomputadores deverá prejudicar suas vendas no terceiro trimestre.

Outros destaques positivos entre as componentes do índice Dow Jones são DuPont (+3,42%), Alcoa (+3,30%), American Express (+2,69%) e Caterpillar (+2,99%).

As ações da empresa de armazenagem de dados 3Par subiam 24,75% há pouco, em reação à escalada da disputa entre a Hewlett-Packard e a Dell para a aquisição da empresa. Pela manhã, a Dell aumentou sua oferta pela 3Par para US$ 27 por ação e a HP reagiu com uma oferta de US$ 30 por ação, ou US$ 2 bilhões. Há pouco, as ações da HP recuavam 0,58% e as da Dell avançavam 2,81%.

Às 15h15 (de Brasília), o índice Dow Jones subia 127 pontos (1,28%), para 10.113 pontos; o Nasdaq avançava 25 pontos (1,22%), para 2.144 pontos; o S&P-500 ganhava 13 pontos (1,28%), para 1.060 pontos. As informações são da Dow Jones.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.