OceanAir tem interesse em rotas internacionais da Varig

O presidente da OceanAir, Carlos Ebner, afirmou hoje que a companhia tem interesse em todas as linhas internacionais que a Varig possui autorização para voar, mas não está utilizando."Temos interesse maior em algumas delas, mas prefiro não revelar", disse.Ebner questionou a intenção da Gol de solicitar à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) a prorrogação do prazo para que a Varig volte a operar essas rotas, que vence em 14 de junho.Pelas regras do setor, quando há outra empresa interessada nas mesmas rotas, a Anac não deve estender o prazo à empresa que possui as rotas, mas não está as utilizando. "Se as regras da Anac funcionarem, a agência não deverá prorrogar os prazos", afirmou.O executivo disse ainda que a estratégia de crescimento da OceanAir não mudará por causa da compra da Varig pela Gol. A empresa mantém a meta de alcançar 10% do mercado nacional até 2010. "Já existia um duopólio antes da compra da Varig, o que é prejudicial ao mercado", lembrou. "O que nos preocupa hoje não é a compra da Varig, mas os problemas de infra-estrutura do setor."A respeito do manifesto dos controladores de vôo divulgado hoje, Ebner disse que está "extremamente preocupado". "O resultado desses problemas é um consumidor insatisfeito, que nunca foi tão maltratado." Segundo ele, as empresas aéreas estão tendo um aumento médio de 15% a 20% nos custos devido aos atrasos nos vôos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.