Oferta na Líbia preocupa mercado e petróleo sobe

Os contratos futuros de petróleo bruto operam em forte alta nesta terça-feira, 13, em meio a incertezas sobre a oferta da Líbia. Traders assumiram uma postura pessimista sobre as perspectivas da produção do país, onde greves interromperam os trabalhos em terminais de exportação e prejudicaram a produção.

Agencia Estado

13 de agosto de 2013 | 07h52

A capacidade de produção da nação do Norte Africano é de 1,6 milhão de barris por dia, e os seus dois principais portos, Es Sider e Ras Lanuf, têm uma capacidade combinada de exportação diária de 600 mil barris. Ao tirar esta quantidade de petróleo bruto de circulação, é mantido um piso sob os preços do petróleo Brent, disse o analista Andrey Kryuchenkov, da VTB Capital.

Além disso, os traders devem analisar os dados de vendas no varejo dos Estados Unidos, que devem ser publicados ainda nesta terça-feira, 13, em busca de sinais a respeito do futuro do programa de compra de bônus do Federal Reserve. Este processo tem apoiado os preços do petróleo e de outras commodities nos últimos anos, uma vez que mantém um limite sobre o valor do dólar, a moeda global para o comércio de petróleo. As consequentes baixas taxas de juros também significam que os investidores buscam retorno em outros lugares.

Por volta das 7h35 (horário de Brasília), o brent para setembro subia 0,59% na ICE, para US$ 109,63 por barril, enquanto o contrato para setembro negociado na Nymex subia 0,63%, para US$ 106,78 por barril. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
petróleoofertaLíbia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.