OGX dispara 27% e Bovespa tem melhor nível em 3 meses

Ibovespa fecha com ganho de 2,67%, aos 53.749 pontos, no patamar mais alto desde 4 de junho (54.017 pontos)

Ana Luísa Westphalen, da Agência Estado,

06 de setembro de 2013 | 18h09

A disparada de 26,83% das ações da OGX no pregão desta sexta-feira, 6, conduziram o Ibovespa à melhor pontuação em três meses. Os ganhos refletem o anúncio de que a petroleira exercerá o direito de "put" (opção de venda) de US$ 1 bilhão, concedido pelo acionista controlador, Eike Batista. Com participação relevante no Ibovespa, a alta dos papéis ON da petroleira engatilharam uma forte entrada de recursos na Bolsa, principalmente de investidores estrangeiros.

A Bovespa encerrou com valorização de 2,67%, aos 53.749,42 pontos, no patamar mais alto desde 4 de junho (54.017 pontos). O comunicado da OGX, divulgado pouco antes do início dos negócios, garantiu a aceleração do índice ao longo da sessão. Na máxima, o Ibovespa avançou 3,39%. A Bolsa paulista encerra a semana com ganho de 7,48%, o que reduz a perda no ano a 11,82%. O giro financeiro somou R$ 8,680 bilhões (dado preliminar).

"Hoje a OGX deu impulso para a Bolsa, principalmente se considerarmos que quase 1% da alta corresponde às ações da companhia. Rompemos os 53 mil pontos, o que do ponto de vista da análise técnica é muito importante", afirmou o analista da Leme Investimentos João Pedro Brugger. Em sua avaliação, o Ibovespa subiria hoje, mas não na magnitude do fechamento. Os ganhos foram generalizados: dos 73 papéis que compõem a carteira teórica do Ibovespa, apenas 16 fecharam em queda.

O cenário externo também influenciou positivamente, observou Brugger, mencionando um relatório oficial do mercado de trabalho nos Estados Unidos, divulgado mais cedo. A criação de menos vagas do que o esperado pela economia norte-americana em agosto, de 169 mil postos ante previsão de 175 mil, acelerou os ganhos em Wall Street, já que um resultado robusto do mercado de trabalho poderia ser visto pelo Federal Reserve como um "ok" para o início da redução do programa de compra mensal de bônus soberanos da instituição já neste mês.

As blue chips Petrobras e Vale encerraram em direções opostas, com os papéis ON e PN da estatal em alta de 0,96% e 1,25%, respectivamente, e as ações da mineradora com perda de 0,31% as ON e de 0,37% as PNA.

Depois de OGX ON, as maiores altas do Ibovespa foram Gol PN, que avançou 13,76%, seguida por MRV ON (+6,37%), PDG Realty ON (+4,78%) e Lojas Renner ON (+3,95%). Na outra ponta, os destaques de queda foram Fibria ON (-1,81%) e MMX ON (-1,32%).

Em Wall Street, o índice Dow Jones virou no final e terminou em baixa de 0,10%. Já os índices S&P 500 e o Nasdaq avançaram 0,01% e 0,03%, respectivamente.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.