Operações da Natura na Venezuela devem começar em 60 dias

As operações da Natura na Venezuela devem começar dentro de 60 dias. A empresa está aguardando apenas algumas autorizações do Ministério de Saúde para dar início às vendas. A informação é do vice-presidente de Operações para a América Latina, Maurício Bellora. Com relação à Colômbia, a previsão é de que a Natura desembarque no início do ano que vem.Bellora disse que o desempenho das filiais na região "tem ficado bem próximo ao que foi projetado, caminha muito bem, embora tenha havido em algum momento expectativas exageradas".?Eu diria que hoje nossa previsão está muito alinhada com a realidade. Há dois ou três anos, fomos surpreendidos. Nós tínhamos expectativas um pouco melhores do que realmente foram. Agora aprendemos?, afirmou. Indagado sobre se nessas ?surpresas? estava incluído o México, por ser o mercado mais novo da Natura, ele respondeu que ?de jeito nenhum?. Bellora lembrou que as vendas da empresa cresceram 50% em todos os países, excluindo o México, que entrou desde agosto do ano passado, mas está muito no início das operações?. Naquele país, o desempenho está bem além do que esperava a empresa. ?Estamos tendo surpresa muito boa todo dia?. Ele afirmou que a Natura tem que estar atenta ao gosto do consumidor de cada um desses mercados, sem alterar a essência de seus produtos. ?Temos que adaptar e respeitar as culturas, questões legais, jurídicas e trabalhistas.? Segundo o executivo, alguns produtos fazem mais sucesso no exterior, como a linha Ekos, que provavelmente cresceu mais rápido fora do Brasil no lançamento. Por enquanto, o resultado operacional da Natura no exterior ainda é negativo. Sobre as diferenças dos mercados, Bellora diz que a mulher argentina tem um comportamento parecido com a européia, está mais preocupada com os olhos, gosta de cores sóbrias e muita maquiagem. A brasileira prefere mais cores e maquiagem leve. Já a venezuelana é a soma das duas. O gosto da colombiana se assemelha ao da brasileira e o da chilena se parece com o da argentina.

Agencia Estado,

01 de setembro de 2006 | 15h07

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.