Otimismo no exterior puxa projeções de taxas de juros para baixo

O clima positivo no exterior garante acentuada queda nas projeções de taxas e juros no Brasil. Às 10h58, o contrato futuro de Depósito Interfinanceiro de um dia mais negociado na Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM&F), com vencimento em janeiro de 2008, tinha perda de 0,05 ponto porcentual, a 13,65% ao ano. Os números de inflação ao consumidor divulgados nos Estados Unidos vieram em linha com o esperado, garantindo alta das bolsas e do preço dos títulos do Tesouro dos Estados Unidos (com conseqüente queda da taxa de juros). O dólar opera em queda no Brasil (-0,28% no mercado interbancário) e o risco País perde três pontos, a 2,2%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.