Ouro fecha em baixa após dados positivos dos EUA

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em baixa nesta quinta-feira, 17, após dados positivos dos EUA ajudarem a reduzir o apetite dos investidores pelo metal precioso.

STEFÂNIA AKEL, Agencia Estado

17 de abril de 2014 | 15h22

O contrato mais negociado do ouro, para entrega em junho, fechou em queda de US$ 9,60 (0,7%), a US$ 1.293,90 a onça-troy, no menor nível desde 3 de abril. Na semana - mais curta devido ao feriado da Páscoa - os preços recuaram 1,9%.

O número de pedidos de auxílio-desemprego no país subiu 2 mil na semana passada, para 304 mil, mas os analistas previam alta maior, para 315 mil. Além disso, o índice de atividade industrial regional do Meio Atlântico, medido pelo Fed da Filadélfia, saltou para 16,6 em abril, de 9,0 no mês passado, superando a projeção de avanço mais modesto, para 10,0.

Os preços do ouro têm sofrido pressão nos últimos dias, na medida em que preocupações com a demanda mais fraca da China permeiam o mercado. Alguns investidores se preocupam com a desaceleração econômica do país, que pode prejudicar a demanda por metais preciosos, pressionando os preços do ouro.

Mesmo assim, os preços do metal avançaram 8% desde o início do ano, com a escalada das tensões entre Rússia, Ucrânia e Ocidente motivando a cautela entre os investidores e aumentando o apetite por ouro. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Tudo o que sabemos sobre:
mercado de ouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.