Ouro fecha em baixa com dólar e bolsas dos EUA

Os contratos futuros de ouro negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) fecharam nesta terça-feira, 4, o pregão em baixa, devolvendo os ganhos da sessão anterior, influenciados pelo avanço do dólar ante o iene e o euro e pela recuperação das bolsas dos Estados Unidos.

MATEUS FAGUNDES, COM INFORMAÇÕES DA DOW JONES NEWSWIRES, Agencia Estado

04 de fevereiro de 2014 | 18h44

O ouro para abril fechou com queda de US$ 8,70 (0,69%), cotado a US$ 1.251,20 a onça-troy. Nesta segunda-feira, 3, o ouro teve forte ganho de US$ 20,10 à medida que os mercados de ações foram pressionados por dados fracos sobre a economia dos EUA. A prata para março fechou em leve alta de US$ 0,013 (0,07%), a US$ 19,422 a onça-troy.

De acordo com analistas, o ouro perdeu força no pregão desta terça-feira após os mercados de ações globais serem impulsionados por indicadores positivos dos EUA, recuperando-se das perdas desta segunda-feira. O índice de condições empresariais da região de Nova York subiu para 64,4 em janeiro, enquanto as encomendas à indústria norte-americana diminuíram 1,5% em dezembro, menos do que a queda de 1,8% prevista. "O ouro foi negociado hoje dentro de uma faixa estreita", afirmou o estrategista-chefe da Morgan Gold, Edmund Moy. Segundo Moy, os preços do ouro também foram prejudicados por conta do feriado do Ano-Novo Lunar na China, que mantém o mercado financeiro fechado no país até quinta-feira, 6.

Porém, conforme o analista da INTL FCStone Edward Meir, os mercados de ações devem permanecer instáveis até a divulgação do relatório de emprego americano, na sexta-feira, 7, o que é positivo para o ouro. "Nós continuamos a suspeitar que os mercados acionários globais continuarão turbulentos em fevereiro, o que, provavelmente, significa que o ouro deve permanecer bastante resistente", afirmou, em nota.

Tudo o que sabemos sobre:
Ouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.