Ouro fecha em forte alta após dado imobiliário dos EUA

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em forte alta nesta sexta-feira, 22, após um rali que levou os preços ao maior nível desde o início de junho. Um dado decepcionante do mercado imobiliário dos EUA fez os investidores buscarem refúgio no metal precioso e aliviou o temor de uma redução de estímulos do Federal Reserve em setembro.

Agencia Estado

23 de agosto de 2013 | 15h21

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para dezembro, teve alta de US$ 25,00 (1,8%), fechando a US$ 1.395,80 a onça-troy. Na semana, os preços avançaram 1,9%.

O Departamento do Comércio dos EUA informou nesta sexta-feira que as vendas de moradias novas recuaram 13,4% em julho, na comparação com junho, para a média anualizada de 394 mil unidades, o menor nível em 9 meses. A queda das vendas eleva os temores de que o aumento das taxas de hipotecas afetarão a recuperação do mercado imobiliário e ajuda a alimentar as expectativas de que o Fed esperará mais para começar a reduzir seu programa de compra de ativos de US$ 85 bilhões mensais.

A ata da reunião de julho do Fed, divulgada esta semana, e dados recentes "havia claramente feito os traders se sentirem certos de que a recuperação dos EUA está a caminho", disse Jan Skoyles, analista da The Real Asset. "Mas depois vieram os dados imobiliários decepcionantes e todos começaram a achar que a redução de estímulos pode não ocorrer tão cedo." Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
mercado de ouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.