Ouro fecha em queda após indicador positivo dos EUA

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em queda nesta terça-feira, após um indicador positivo sobre a indústria dos Estados Unidos, que elevou o apetite por risco e fez o metal precioso perder o apelo de "porto-seguro".

AE, Agencia Estado

02 de julho de 2013 | 16h09

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para agosto, perdeu US$ 12,30 (0,98%), fechando a US$ 1.243,40 a onça-troy. O metal também foi pressionado pela valorização do dólar, que o torna mais caro para compradores que usam outras moedas. As encomendas à indústria de bens manufaturados dos EUA aumentaram 2,1% em maio ante abril, para US$ 485 bilhões. Analistas consultados pela Dow Jones Newswires previam um acréscimo um pouco menor, de 2%. Por outro lado, a atividade das companhias na área da cidade de Nova York se deteriorou fortemente em junho, com o índice local de condições empresariais recuando para o nível mais baixo desde maio de 2009, a 47.

Os investidores, no entanto, aguardam mesmo o relatório de emprego (payroll) de junho do país, que será publicado na sexta-feira, 5, e deve ajudar a direcionar as apostas de quando o Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) começará a desfazer a política de relaxamento quantitativo. O presidente da regional de Nova York, William Dudley, disse nesta terça-feira que o Fed ainda não está pronto para apertar a política monetária, apesar dos sinais de melhora na economia.

Os mercados financeiros também operam em compasso de espera antes dos anúncios dos Bancos Central Europeu (BCE) e da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), na quinta-feira, 4, embora não haja expectativa de mudanças neste mês. "Se o BCE der indicações de que a política monetária vai continuar acomodatícia, isso impulsionará o dólar e deve colocar pressão sobre o ouro", diz o diretor de Negociação de Metais da Vision Financial Markets, Dave Meger. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ourofechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.