Ouro fecha em queda com alta do dólar e rali de ações

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em baixa pela primeira vez em quatro sessões, pressionados por dados industriais decepcionantes da China, um rali no mercado de ações e a valorização do dólar.

Agencia Estado

23 de abril de 2013 | 15h53

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para junho, fechou a sessão com queda de US$ 12,40 (0,87%), a US$ 1.408,80 a onça-troy.

Durante a sessão desta terça-feira, 23, os preços avançaram brevemente após um tweet falso sobre explosões na Casa Branca ser publicado na página da agência Associated Press. No momento do fechamento, no entanto, os preços já haviam perdido quase a metade dos ganhos de segunda-feira, 22.

Pesou sobre o ouro principalmente o primeiro dado do dia. O PMI industrial da China recuou para 50,5 na leitura preliminar de abril, de 51,6 em março, registrando o menor nível em dois meses. Dados semelhantes da zona do euro e dos EUA também decepcionaram os investidores, por sinalizarem uma possível queda na demanda pelo metal.

Dados fracos da zona do euro pesaram sobre a moeda comum europeia, o que ajudou a levantar o dólar, prejudicando o ouro. Também contribuiu para a queda do metal o rali visto no mercado de ações dos EUA. "A rápida alta no mercado de ações aponta que a negociação de risco está de volta", disse Richard Gotterer, do Wescott Financial Advisory Group. "Quando os mercados de ações sofrerem uma correção, poderemos ter uma recuperação do ouro." As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ourofechamentoqueda

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.