Ouro fecha em queda de 0,57%, mas sobe forte na semana

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em queda nesta sexta-feira, 26, pressionados por uma onda de realização de lucro antes do fim de semana. Mesmo assim o metal acumulou forte alta na semana, em função de um aumento na demanda física.

Agencia Estado

26 de abril de 2013 | 16h13

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para junho, perdeu US$ 8,40 (0,57%), fechando a US$ 1.453,60 a onça-troy. Na semana o metal teve alta de 4,16%, o primeiro resultado positivo em cinco semanas.

No início da sessão o metal operou em alta, após a leitura decepcionante sobre o PIB dos EUA no primeiro trimestre. A economia norte-americana cresceu a uma taxa anualizada de 2,5%, bem abaixo da previsão dos analistas, de 3,2%.

"A única razão para a queda do ouro no fim da sessão é uma onda de realização de lucros antes do fim de semana e a barreira encontrada no nível de US$ 1.484,80 a onça-troy", comentou Chintan Karnani, analista independente de Nova Délhi.

Na próxima semana os participantes do mercado devem ficar de olho no relatório do governo americano sobre o mercado de trabalho (payroll) em março e a reunião do Federal Reserve. Mesmo assim, analistas dizem que o metal precioso pode ter algum espaço para subir, impulsionado pela demanda física e compras de pechincha, depois das fortes quedas recentes.

"O mercado observou os efeitos da uma intensa demanda física global ao longo desta semana, desde indústrias até pequenos investidores individuais", afirmou Gene Arensbergn, editor da newsletter Got Gold Report. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
mercadoourofechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.