Ouro fecha em queda e interrompe seis sessões consecutivas de alta

Às vésperas da reunião do FED, investidores aguardam mais uma rodada de relaxamento

Renan Carreira, da Agência Estado,

18 de junho de 2012 | 15h52

Os contratos futuros de ouro fecharam em queda nesta segunda-feira, com os investidores ansiosos à véspera da reunião de dois dias do Comitê de Mercado Aberto do Federal Reserve (Fomc), na qual o órgão pode adotar mais uma rodada de relaxamento quantitativo. Além disso, também houve reflexo no metal a eleição na Grécia e o temor com a Espanha.

O ouro para entrega em agosto fechou em baixa de US$ 1,10 (0,1%), para US$ 1.627,00 por onça-troy na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex). Com a queda, o metal interrompe seis sessões consecutivas de alta.

A Grécia realizou eleições no domingo após o resultado do pleito de maio ficar em um impasse, já que um governo de coalizão não foi formado. Dessa vez, o Nova Democracia, que é a favor do segundo pacote de resgate à Grécia, triunfou, diminuindo as tensões no mercado. Porém, agora a incerteza reside sobre se a sigla conservadora vai conseguir montar um governo forte.

Os mercados de bônus tiveram pouco conforto com o resultado na Grécia. Nesta segunda-feira o yield dos bônus de 10 anos da Espanha atingiu o pico de 7,229%, o maior nível desde a implementação do euro, em 1999, na comparação com 6,838% no fim da tarde de sexta-feira. O outro destaque negativo foi a Itália, que é vista como a "próxima da fila" a mergulhar na crise após a nação espanhola. As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
ourofechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.