Ouro fecha no maior nível em três meses

Os contratos futuros de ouro negociados na New York Mercantile Exchange (Nymex) encerraram o pregão desta quarta-feira, 12, no maior nível em três meses à medida que o dólar perdeu força entre o iene. Os investidores também continuam analisando o primeiro discurso de Janet Yellen como presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA).

Agencia Estado

12 de fevereiro de 2014 | 18h08

O ouro para abril fechou em alta de US$ 5,20 (0,40%), a US$ 1.295,00 a onça-troy. A prata para março encerrou com ganhos de US$ 0,19 (0,93%), a US$ 20,34 a onça-troy.

Desde o dia 4 de fevereiro, o preço do ouro subiu 3,5%, com os investidores passando a apostar que os dados mais fracos do emprego nos Estados Unidos poderão fazer que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) reduza o ritmo de retirada de estímulos à economia. O ouro é considerado um ativo de segurança em meio à inflação e um dólar mais fraco, dois riscos associados à uma política monetária mais frouxa do BC dos EUA.

Como na terça-feira o discurso da nova presidente do Fed, Janet Yellen, reforçou a manutenção dessa política de estímulos do Fed enquanto o desemprego se mantiver alto e a inflação baixa, aumentou-se ainda mais o interesse de investidores pelo ouro.

Os investidores do metal precioso aguardam, agora, a segunda rodada de depoimento de Yellen no Congresso amanhã, em busca de pistas sobre o rumo da política monetária dos Estados Unidos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
mercado de ouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.