Ouro fecha no menor nível em mais de 2 anos e meio

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam nesta quinta-feira no menor nível em mais de dois anos e meio. Os temores de uma possível alta nas taxas de juros, por causa da redução de estímulos do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), provocaram a mais forte onda de vendas do metal em dois meses.

NOVA YORK, Agencia Estado

20 de junho de 2013 | 15h41

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para agosto, perdeu US$ 87,80 (6,4%), fechando a US$ 1.286,20 a onça-troy, o menor nível desde 21 de setembro de 2010. Nesta quarta-feira, 19, o presidente do Fed, Ben Bernanke, sinalizou que o banco central dos EUA pode reduzir o programa de compras mensais de bônus ainda este ano. "Com a inflação baixa e Bernanke falando em redução de estímulos, a hora de agir é agora", disse o estrategista sênior de mercado Bill Baruch, da ii Trader.

Para os investidores do ouro, a perspectiva de uma drenagem da liquidez dos mercados aumentou o temor com taxas de juros mais altas e inflação mais baixa, o que pesa sobre o metal. "A percepção para a tendência do ouro mudou totalmente. O ambiente está se tornando incrivelmente difícil para o ouro", disse Yu-Dee Chang, da Ace Investment Strategists. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ourofechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.