Ouro fecha no menor nível em um mês

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em queda pela terceira sessão consecutiva nesta quinta-feira, no menor nível em um mês. Segundo analistas, as vendas ocorreram devido às expectativas de que o Federal Reserve vai anunciar este mês uma retirada de estímulos. Uma queda abaixo de níveis técnicos também aumentou as ordens de venda.

Agencia Estado

12 de setembro de 2013 | 16h17

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para dezembro, teve queda de US$ 33,20 (2,4%), fechando a US$ 1.330,60 a onça-troy, menor nível desde 13 de agosto.

"O ouro caiu abaixo do suporte técnico de US$ 1.350,00, o que provocou um grande número de ordens automáticas de vendas, então o movimento de hoje foi bem técnico", afirmou Gene Arensberg, editor do site analítico Got Gold Report.

O Departamento de Trabalho dos EUA afirmou nesta quinta-feira, 12, que o número de trabalhadores norte-americanos que entraram pela primeira vez com pedido de auxílio-desemprego caiu 31 mil na semana passada, para 292 mil. O resultado ficou bem abaixo da previsão dos analistas, de 330 mil. Embora os números tenham vindo melhores que o esperado, o governo americano alertou que a queda foi provocada pela falta de dados de dois Estados.

Assim, o dado deu margem para diferentes interpretações e não contribuiu para aliviar a incerteza com o Fed. Investidores vêm acompanhando de perto o desempenho do mercado de trabalho norte-americano antes da reunião de política monetária do banco central nos próximos dias 17 e 18, que será fundamental na decisão do Fed sobre a retirada de estímulos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
mercados de ouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.