Ouro fecha no menor valor desde 13 de fevereiro

Os contratos futuros de ouro encerraram o pregão desta segunda-feira, 24, no menor valor desde 13 de fevereiro à medida que aumentou o temor entre os investidores dos metais preciosos de que o Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) eleve a taxa de juros antes do que o esperado pelo mercado.

MATEUS FAGUNDES, Agencia Estado

24 de março de 2014 | 15h56

Na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro para abril fechou em queda de US$ 24,80 (1,86%), a US$ 1.311,20 a onça-troy. A prata para maio cedeu US$ 0,243 (1,20%), encerrando a US$ 20,067 a onça-troy.

Na semana passada, embora tenha mantido inalterados os juros, o Fed elevou as suas projeções para este e o próximo ano. As taxas mais elevadas tendem a impulsionar o dólar e pressionar os preços das matérias-primas, que são denominadas na moeda norte-americana.

"O que estamos vendo no momento são os grandes gestores de fundos diminuindo a sua posição em ouro por conta do direcionamento do Fed sobre as taxas de juros futuras", disse o analista-chefe de mercado da AvaTrade, Naeem Aslam. Ele afirmou ainda que os investidores começaram agora a realizar os lucros que o ouro acumulou desde o início do ano.

Apesar desse movimento hoje, analistas entendem que o ouro poderá voltar a sua trajetória de ganhos quando os juros subirem porque a alta das taxas tende a afastar os investidores do mercado de ações e levá-los para ativos mais seguros.

"Apesar dos preços do ouro mais fracos, hoje e durante grande parte da semana passada os investidores parecem estar ainda otimistas com as perspectivas para o metal precioso", disse o analista técnico da Forex.com, Fawad Razaqzada. (Com informações da Dow Jones Newswires)

Tudo o que sabemos sobre:
Ouro

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.