Ouro para dezembro testa US$ 1.300 na Comex, mantendo níveis recordes

O contrato fechou em máximas recordes em seis das últimas oito sessões

Cynthia Decloedt, da Agência Estado,

24 de setembro de 2010 | 09h14

O ouro para dezembro negociado na Comex atingiu US$ 1.300,00 a onça-troy, dando sequência a uma série de recordes atingidos nos últimos dias, uma vez que as preocupações com a recuperação das grandes economias e com a perspectiva de crise com dívida soberana na Europa continuam atraindo investidores para a segurança. A queda do dólar, também em consequência dos mesmos temores, ajuda a impulsionar o metal.

Às 8h29 (de Brasília), o ouro para dezembro operava a US$ 1.300,10 a onça-troy na Comex. Ontem, o contrato fechou em alta de US$ 4,20 (0,33%), a US$ 1.296,30 por onça-troy. O contrato fechou em máximas recordes em seis das últimas oito sessões.

A impressão deixada pelo comunicado da última reunião do Fed, de que a autoridade monetária vai injetar dinheiro no mercado para estimular o frágil crescimento econômico, acentuou o apelo do ouro como uma opção de investimento, ao criar a possibilidade de maior queda do dólar.

No mercado à vista, o ouro subia 0,43% para US$ 1.298,88 a onça-troy no mesmo horário acima.

As informações são da Dow Jones.

Tudo o que sabemos sobre:
Comexourometal

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.