Ouro sobe após encerrar pior semestre da história

Os contratos futuros de ouro negociados na Comex, a divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), fecharam em forte alta nesta segunda-feira, após encerrar com queda de 23% o pior semestre da história do metal. Muitos investidores agora entram no mercado em busca de pechinchas.

Agência Estado

01 de julho de 2013 | 15h41

O contrato de ouro mais negociado, com entrega para agosto, subiu US$ 32,00 (2,54%), fechando a US$ 1.255,70 a onça-troy. Essa foi a maior alta porcentual do metal em nove semanas. Alguns analistas atribuíram os ganhos desta segunda-feira ao movimento técnico de participantes do mercado revertendo apostas em preços mais baixos.

O Barclays, no entanto, reduziu a expectativa paras o ouro e acredita que o preço médio do metal no terceiro trimestre será de US$ 1.200 a onça-troy. As expectativas dos investidores por uma redução de estímulos do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos) aumenta após dados econômicos positivos e, com isso, a esperança de preços maiores do ouro diminuíram. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
Ourofechamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.