Pão de Açúcar abrirá duas lojas da ExtraPerto em postos de gasolina

Duas novas unidades da ExtraPerto vão marcar o início da operação da bandeira de conveniência do grupo Pão de Açúcar em postos de gasolina. Entre o final de janeiro e início de fevereiro, as lojas serão instaladas na cidade de Santo André e no bairro paulistano do Tatuapé, em dois postos que funcionam com a bandeira Pão de Açúcar e passarão a ter a marca Extra. O modelo, mais próximo do conceito tradicional de loja de conveniência, foi apontado pela companhia como um dos formatos de implantação da ExtraPerto, inclusive com a abertura de estabelecimentos com unidade da nova rede.Ainda na primeira quinzena deste mês, o grupo abrirá a quinta loja da ExtraPerto, dada como inaugurada pela companhia no final do ano passado, mas que teve estréia atrasada devido a problemas técnicos de instalação elétrica. A unidade, instalada no largo do Arouche, centro da capital paulista, será a primeira da nova bandeira voltada para o público de bairro da classe C/D.A companhia pretende inaugurar outras três lojas da ExtraPerto até o começo de fevereiro, além das duas a serem instaladas nos dois postos e a do Arouche, totalizando, assim, dez previstas para a primeira fase de implantação da rede. As unidades vão ser abertas na rua Augusta, voltada para o público que transita na região e o de bairro C/D; no Largo 13, em Santo Amaro, e na avenida São João, que também terão o modelo denominado pela empresa de 'Passagem', planejado para locais de grande fluxo de pessoas, como áreas próximas ao metrô.A primeira loja da bandeira foi inaugurada no início de novembro de 2006, na Liberdade. Depois, vieram as unidades de Moema, com o modelo de bairro voltado para classe A/B; Itaim, de 'Trabalho', direcionado ao consumo próximo de regiões comerciais; Tatuapé, voltada para o público de passagem. Em cada uma das unidade da rede, o investimento tem sido de cerca de R$ 500 mil.A companhia mantém a previsão de inaugurar entre 50 e 60 unidades da ExtraPerto neste ano. A implantação do maior número de lojas deverá ter início a partir de maio, após mais de três meses de funcionamento das dez primeiras consideradas pilotos, cuja operação servirá de base para o avanço da bandeira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.