Pão de Açúcar vende 9,7% mais em março

O Pão de Açúcar teve crescimento de 9,7%, para R$ 1,225 bilhão, em suas vendas líquidas de março, em relação ao mesmo mês de 2006. Na mesma comparação, as vendas brutas apresentaram crescimento de 8,9%, totalizando R$ 1,447 bilhão. No conceito "mesmas lojas" (unidades em funcionamento há pelo menos um ano), o crescimento foi de 7,6% nas vendas brutas e de 8,4% nas líquidas. Em comunicado, a empresa informa que todas as bandeiras apresentaram um crescimento forte no mês, com destaque para Pão de Açúcar e CompreBem. Ainda conforme a companhia, os produtos alimentícios registraram uma performance significativa, com crescimento de 8,8%, principalmente nas categorias de mercearia e perecíveis. As vendas de produtos não-alimentícios apresentaram crescimento de 3,5% no mês, mas a empresa destacou a "forte base de comparação", citando o crescimento de 17,1% nas vendas desses itens no mesmo período de 2006, por conta, afirma, do efeito Copa do Mundo. Segundo o Grupo Pão de Açúcar, o desempenho de março é reflexo dos resultados das estratégias e dos esforços implementados para garantir a recuperação do nível de vendas. Um dos destaques do período, informa, foi o grande foco dado à Campanha de Incentivo de Vendas, que tem permitido à empresa atingir crescimentos consistentes nos últimos meses. Além disso, desde setembro de 2006, o tráfego de clientes nas lojas vem registrando um desempenho positivo. O Pão de Açúcar divulgou o desempenho de suas vendas em março e, com isso, fechou resultado desta linha no primeiro trimestre deste ano. A receita líquida da companhia atingiu R$ 3,530 bilhões, com um crescimento de 6,8% em relação a igual período de 2006. A receita bruta subiu 6,2%, para R$ 4,168 bilhões. No conceito mesmas lojas, as vendas brutas cresceram 4,8% e as líquidas, 5,6%, sempre na mesma comparação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.