Pela primeira vez, carros da China no Salão do Automóvel de SP

Os chineses estão chegando. Veículos fabricados na China vão expor seus produtos, pela primeira vez, no Salão Internacional do Automóvel que ocorrerá em outubro em São Paulo. Duas fabricantes chineses negociam com importadores o início das vendas no País. Por enquanto, só uma delas, a Chana Automobile garantiu estande no evento em parceria com uma marca que já atua no Brasil.A Chery também tentou garantir espaço no evento, principal mostra de veículos da América Latina e quinta maior do mundo, mas deve ficar de fora. A Chery ainda negocia parceria com um grupo local para a distribuição do modelo compacto QQ. Ambas marcas estão prontas para desembarcar seus veículos no País, inicialmente como exportadoras.A Chana ainda estuda que nome adotará para seus produtos no mercado brasileiro. Os modelos que devem ser expostos são a minivan 6350, para oito passageiros, e a 6390, para 11 pessoas. Organizadores do salão ainda fazem segredo sobre a presença da empresa. No ano passado, a Chana produziu 422,1 mil comerciais leves, o que a coloca na 24ª posição entre as fabricantes mundiais , segundo a Organização Internacional de Construtores de Veículos (Oica). Parte dos produtos tem tecnologia da japonesa Suzuki.A marca chinesa pretende ocupar o nicho deixado pelas coreanas Towner e Topic, trazidas pela Asia Motors até 1999. A empresa comercializou mais de 50 mil unidades dos dois modelos. A versão menor tornou-se vedete entre os vendedores de cachorro quente. Outro produto do segmento de vans de maior porte, a Besta, deixou de ser importada recentemente pela Kia Motors do Brasil. O veículo foi o único concorrente da cinqüentona Kombi, que nunca perdeu o reinado.A data para início de vendas não está definida. As vans Chana devem ter preço na faixa de R$ 20 mil, mesma em que a Chery pretende oferecer o QQ, calcula Paulo Roberto Garbossa, da ADK, consultoria especializada em mercado automotivo."Montadoras chinesas querem entrar no País por meio de parcerias com empresas já estabelecidas, com rede de distribuição e assistência técnica", diz Garbossa. "Na medida em que as vendas engrenarem, o empreendedor terá confiança para ampliar a distribuição." Os modelos da Chana estarão entre os mais de 400 em exposição no 24º Salão do Automóvel, entre carros feitos no Brasil, lançamentos, modelos-conceito e os chamativos carrões de luxo como a Ferrari.

Agencia Estado,

15 de agosto de 2006 | 10h44

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.