Pequenas cias terão exigência menor de divulgação de dados

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) vai reduzir as exigências de divulgação de informações das empresas de menor porte que pretendem abrir capital ou se aproximar do mercado. Segundo o diretor da CVM, Sérgio Eduardo Weguelin, a entidade que regula o mercado de capitais no País deve colocar em audiência pública a revisão da Instrução 202, que regulamenta o processo. Com isso, a Comissão pretende facilitar a aproximação das companhias de menor porte do mercado de capitais no longo prazo, conforme explicou Weguelin em evento organizado pelo Instituto Brasileiro de Governança Corporativa (IBGC), na Bolsa do Rio de Janeiro. Outro ponto sobre a divulgação de informações que está sendo avaliado pela CVM é o referente ao "quiet period", em que as companhias em processo de lançamento de títulos no mercado devem restringir os seus contatos com a imprensa. ?Esse é um assunto polêmico e que, devido ao grande número de lançamentos, tem provocado muita discussão?, comentou Weguelin. Ele disse que pessoalmente é favorável à redução das exigências, mas ressalvou que a decisão da CVM é colegiada. ?Além disso, não podemos ficar mudando as regras a toda hora. Temos de dar um tempo para a regulamentação para ter mais segurança quanto aos seus efeitos.? Weguelin considera que uma estratégia correta de divulgação de informações é um dos principais fatores para a valorização das ações das empresas. Tanto assim que as companhias que adotam o código de boa governança têm sido mais valorizadas pelos investidores.

Agencia Estado,

05 de junho de 2006 | 07h00

Tudo o que sabemos sobre:
ações

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.