Pessoa física perde chance de comprar Submarino

O Submarino divulgou hoje comunicado esclarecendo que Comissão de Valores Mobiliários (CVM) suspendeu sua oferta de ações para o varejo que iria acontecer no dia 7 de abril. Com a decisão, apenas os investidores institucionais poderão participar da operação. O processo de bookbuilding (levantamento de quanto o investidor está disposto a pagar pela ação) ocorre hoje. Inicialmente, a CVM havia suspendido a operação por completo alegando que informações divulgadas pela imprensa não estavam disponíveis nos prospectos distribuídos. A decisão foi revertida parcialmente, após procedimentos do coordenador líder da operação, o Credit Suisse, que levaram ao cancelamento da oferta apenas ao varejo. A colocação primária compreende 3,26 milhões de ordinárias e a secundária, 15,121 milhões. As ações devem ingressar na Bovespa dia 17. Os papéis já são listados no Novo Mercado. Ontem, fecharam a R$ 54,90, com queda de 2,14%.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.