Petrobras começa a operar mais 2 plataformas até dezembro

A Petrobras colocará em operação até o final do ano, na Bacia de Campos, mais duas plataformas marítimas de produção de petróleo: o FPSO Presidente JK (P-34), que operará a partir de novembro no campo de Jubarte, litoral sul do Espírito Santo, com capacidade para produzir até 60 mil barris de petróleo por dia (bpd); e o FPSO Cidade do Rio de Janeiro, que será instalado até dezembro no campo de Espadarte, que produzirá até 100 mil bpd.De acordo com o informe da estatal, "somadas à Plataforma P-50, com capacidade de produção de 180 mil bpd, que marcou a auto-suficiência brasileira em petróleo ao ser instalada em abril no campo de Albacora Leste, na Bacia de Campos, e ao FPSO Capixaba, com capacidade para 100 mil bpd, que opera desde maio no campo de Golfinho, na Bacia do Espírito Santo, a instalação destas duas novas unidades acrescentará em 2006 mais 440 mil bpd a capacidade de produção da Petrobras", esclareceu, em comunicado.Ao detalhar a estrutura das plataformas, a Petrobras informou que as plataformas Presidente JK (P-34) e Cidade do Rio de Janeiro são do tipo FPSO (sigla em inglês que define sistemas flutuantes de produção, armazenamento e transferência de petróleo, de acordo com a empresa).A Petrobras comunicou ainda que as obras do FPSO P-34 foram concluídas hoje, no Porto de Vitória. "Após testes operacionais seguirá para o campo de Jubarte, na Bacia de Campos, litoral Sul do Espírito Santo. O FPSO RJ foi construído em Cingapura e já se encontra a caminho do Brasil, para ser instalado no Campo de Espadarte, na Bacia de Campos, litoral norte do Rio de Janeiro", detalhou a estatal, no informe.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.