Petrobras contratou 6,2 mil funcionários de dez/05 a ago/06

O efetivo de trabalhadores do grupo Petrobras aumentou em 6,2 mil pessoas de dezembro do ano passado para agosto deste ano, alcançando o total de 60,1 mil, segundo números do site da companhia. A maior parte do aumento de pessoal, de 5,2 mil pessoas, foi na própria controladora, que em agosto alcançou 46,1 mil funcionários. Em todos os anos do governo Luiz Inácio Lula da Silva a quantidade de funcionários da controladora Petrobras aumentou, mas em nenhum tanto quanto neste ano. O segundo maior aumento de pessoal durante o governo Lula na empresa foi de 2,7 mil funcionários durante 2004.Já durante o governo de Fernando Henrique Cardoso, a quantidade de empregados caiu todos os anos de 50,295 mil em dezembro de 1994, no fim do governo Itamar Franco, para 32,8 mil em 2001. Em 2002, ano eleitoral como este, a quantidade de funcionários da Petrobras aumentou em 2,7 mil chegando a 34,5 mil pessoas.A Federação Única dos Petroleiros (FUP) apóia a candidatura à reeleição de Lula. Já a Associação dos Engenheiros da Petrobras (Aepet) e o Sindipetro-RJ não tomaram posição em relação a candidatos, mas são contra a privatização da Petrobras e contra os leilões de blocos de exploração e produção de petróleo e gás. Tanto o Sindipetro-RJ quanto a Aepet querem a nacionalização de todo o petróleo e gás do Brasil. Em uma das entidades que não se posicionam, há a previsão informal de que a maioria dos petroleiros dará seu voto à Lula.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.