Petrobras e bancos pesam e Ibovespa recua

A Bovespa operou novamente nesta segunda-feira, 14, na contramão de Wall Street, mas, ao contrário de sexta-feira, fechou em baixa, enquanto lá os índices subiram. Petrobras e bancos pressionaram o índice para baixo, enquanto Vale e CSN subiram e ajudaram a conter a queda do Ibovespa. As bolsas norte-americanas encerraram com ganhos.

Claudia Violante, da Agência Estado,

14 de abril de 2014 | 17h41

O Ibovespa recuou 0,52%, aos 51.596,55 pontos. Na mínima, registrou 51.361 pontos (-0,98%) e, na máxima, 52.110 pontos (+0,47%). No mês, acumula ganho de 2,35% e, no ano, de 0,17%. O giro financeiro totalizou R$ 5,629 bilhões.

O exercício de Ibovespa futuro e opções sobre Ibovespa, nesta quarta-feira, influenciou o comportamento da Bolsa paulista, que também aproveitou para devolver uma parte da alta de mais de 15% acumulada nas últimas quatro semanas de valorização.

O setor financeiro recuou em bloco: Bradesco PN, -1,24%, Itaú Unibanco PN, -1,27%, BB ON, -1,51%, e Santander unit, -0,32%. O IGP-10 de abril subiu 1,19%. Apesar de ter sido mais fraco do que o resultado de março, de 1,29%, foi a maior alta para o mês desde 2004. O resultado do indicador superou a mediana das projeções, de 1,10%, e se aproximou do teto de 1,38%.

Petrobras ON caiu 1,60% e PN, 1,61%. Os especialistas comentaram que houve troca desses papéis por Vale, que operou mais firme durante toda a sessão. No final, entretanto, Vale ON caiu 0,24%, enquanto a PNA subiu 0,87%.

Hoje, em discurso em evento da estatal em Pernambuco, a presidente Dilma Rousseff defendeu a empresa, envolvida em denúncias de corrupção. Ela garantiu apuração com o máximo de rigor das denúncias envolvendo a empresa e disse que a estatal, ao longo da história, resistiu bravamente às "tentativas de desvirtuá-la, reduzi-la e privatizá-la". "Nós, com determinação, estamos aqui nos comprometendo, a cada dia que passa, que o que tiver de ser apurado vai ser apurado com o máximo de rigor. O que tiver de ser punido vai ser também com o máximo de rigor", disse Dilma.

No setor siderúrgico, destaque para CSN, que fechou com ganho de 1,97%.

Nos EUA, o Dow Jones fechou em alta de 0,91%, aos 16.173,24 pontos, o S&P teve valorização de 0,82%, aos 1.830,61 pontos, e o Nasdaq subiu 0,57%, aos 4.022,69 pontos.

As bolsas foram impulsionadas pelos dados de varejo, que mostraram aumento de 1,1% nas vendas em março ante fevereiro, registrando o maior ganho desde setembro de 2012. A estimativa dos analistas era de 0,8%.

Tudo o que sabemos sobre:
Bovespa

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.