Petrobras e petrolífera da Venezuela avaliam convênios

A Petrobras e a venezuelana PDVSA avaliam convênios nas áreas de refino, exploração e produção de petróleo. Em nota divulgada hoje, a estatal informa que o acordo foi fechado ontem pelo Ministro de Energia e Petróleo e presidente da PDVSA, Rafael Ramírez, e o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli. No encontro, ficou acertado um acompanhamento conjunto das obras na refinaria de Pernambuco, com a instalação de um escritório no Rio de Janeiro. Além disso, foi aprovado um programa de quantificação de reservas do campo Carabobo .Com relação à Mariscal Sucre, os executivos acertaram que durante os próximos dois meses serão revisadas todas as variáveis econômicas, técnicas e comerciais que vão balizar a participação da Petrobras no projeto. Foi definido ainda que serão feitas avaliações pelas duas empresas dos projetos de exploração de 5 campos maduros na Venezuela. O objetivo é preparar um plano de desenvolvimento desses campos e os termos para a criação de uma futura empresa mista.Durante o encontro foi estabelecida também a preparação de um contrato de longo prazo de fornecimento de etanol da Petrobras para a PDVSA, enquanto se desenvolve o projeto de produção própria na Venezuela.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.