Petrobras estuda entrar na áreas de exploração e produção no Uruguai

O presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, sinalizou hoje, em evento em Montevidéu, a possibilidade de a estatal participar de atividades de exploração e produção no Uruguai, além de entrar no segmento de gás liquefeito de petróleo (GLP)."Estamos mantendo discussões com as autoridades uruguaias para examinar a possibilidade de também atuarmos nos setores de exploração e produção, energia elétrica e GLP. Tudo é possível. Mas não temos ainda nada de concreto", disse Gabrielli a jornalistas, segundo nota da assessoria de imprensa da Petrobras, divulgada no site da empresa.Ainda no Uruguai, Gabrielli fez palestra durante a "Reunião Ministerial Ibero-americana de Segurança Energética na América Latina: Energia Renovável como Alternativa Viável", na qual apresentou ainda aos cerca de 400 participantes da reunião as ações que a Petrobras vêm desenvolvendo na área de energias renováveis, entre elas o biodiesel e o HBIO.Hoje à noite, o presidente da Petrobras inaugurará, na capital uruguaia, o primeiro de seus 89 postos de serviços no país, marcando a entrada da Companhia no setor de distribuição de combustíveis e lubrificantes no Uruguai. Segundo Gabrielli anunciou aos jornalistas, até o início de 2007, a Companhia investirá, aproximadamente, US$ 5 milhões na mudança da imagem dos postos no Uruguai.A Petrobras está presente no Uruguai desde 1996, quando foi iniciada a comercialização dos lubrificantes Lubrax. Em dezembro de 2004, passou a atuar também na distribuição de gás natural no interior do país, ao adquirir 55% das ações da empresa Conecta S.A. Em 2006, adquiriu 66% do capital da Gaseba Uruguay, concessionária da distribuição de gás natural em Montevidéu. A empresa passou a se chamar Montevideo Gas.Em meados deste ano, com a aquisição dos ativos da Shell no Uruguai, correspondentes a 100% das operações da empresa naquele país, a Petrobras passou a controlar, por meio da Petrobras Uruguay Distribución S.A., uma rede de 89 postos, representando um volume anual de vendas de 227 mil metros cúbicos (227 milhões de litros). A empresa também possui instalações para a venda de combustíveis de aviação no Aeroporto Internacional de Carrasco e para a venda de combustíveis e lubrificantes no porto de Montevidéu. Além do Uruguai, a Petrobras também comprou postos da Shell no Paraguai e na Colômbia.

Agencia Estado,

26 de setembro de 2006 | 19h20

Tudo o que sabemos sobre:
empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.